São Maximiliano Maria Kolbe

Imagem São Maximiliano Maria Kolbe

São Maximiliano Maria Kolbe, o mártir da caridade, nasceu com o nome de Raimundo no ano de 1894 em uma família de operários, porém muito religiosos.

Devido a fé de sua família Raimundo foi apoiado ao decidir entrar para a Ordem Franciscana, onde tomou o nome de Maximiliano Maria Kolbe.

Após adentrar na Ordem Franciscana, São Maximiliano Maria foi mandado para Roma, onde se sentiu inspirado pelo desejo de conquistar o mundo a Cristo através da Maria Imaculada, fundando o movimento de apostolado conhecido como 'Milícia Imaculada'. Se tornou sacerdote, foi professor, buscando ensinar o caminho da salvação, seu apostolado foi feito através da imprensa, fazendo a evangelização e muitos países. Porém apesar de todo seu trabalho nunca desafiou as autoridades, inclusive deixando um trabalho que rendeu ótimos frutos no Japão, que deixou para assumir a direção de um convento da Ordem Franciscana na Polônia.

São Maximiliano Maria Kolbe viveu no período da Segunda Guerra Mundial, a Polônia foi tomada pelos nazistas, e por conta de uma perseguição contra a Igreja, Maximiliano foi preso duas vezes, sendo a última delas definitiva no ano de 1941, que o enviou para Varsóvia, e em seguida para Auschwitz, onde com muita fé continuou seu trabalho de evangelização com a vida e morte.

Certa vez ocorreu que após a fuga de um prisioneiro, dez pagariam com a morte, sendo que um, desesperadamente, caiu em prantos:

“Minha mulher, meus filhinhos! Não os tornarei a ver!”. Movido pelo amor que vence a morte, São Maximiliano Maria Kolbe dirigiu-se ao Oficial com a decisão própria de um mártir da caridade, ou seja, substituir o pai de família, o pedido foi aceito , pois se identificou: “Sou um Padre Católico”.

A 10 de Outubro de 1982, o Papa João Paulo II canonizou SSão Maximiliano Maria Kolbe , já que já havia sido beatificado por Paulo VI em 1971.

Leia Também

Peça sua Benção

img

Pesquisar