Santa Rosa de Lima

Imagem Santa Rosa de Lima

Nascida em 1586 no Peru com o nome de Isabel Flores, era filha de espanhóis, ainda na infância recebeu o apelido de Rosa de uma das empregadas da casa que dizia que a beleza de Santa Rosa de Lima era como a da flor.

Apesar de sua beleza e dos elogios Santa Rosa não se deixava levar pela vaidade, vivendo em penitência, e obediência a sua família, vivendo sempre na humildade ensinada por Jesus Cristo. Tanto que após seu pai perder todo o dinheiro Santa Rosa de Lima não se sente perturbada ao começar a trabalhar como doméstica, e sempre dizia com grande certeza: “Se os homens soubessem o que é viver em graça, não se assustariam com nenhum sofrimento e padecem de bom grado qualquer pena, porque a graça é fruto da paciência”.

O nome Rosa foi oficialmente tomado quando ela tomou o hábito da Ordem terceira Dominicana, da qual escolheu pois era a mesma ordem do seu modelo de devoção: Santa Catarina de Sena, seu nome então mudou para: Rosa de Santa Maria. Porém onde ela vivia não existiam conventos desta ordem.

Santa Rosa de Lima renunciou a muitos pedidos de casamento e de vida fácil que vinham devido a sua beleza, e dizia:  “O prazer e a felicidade de que o mundo pode me oferecer são simplesmente uma sombra em comparação ao que sinto”.

Começou a viver a vida religiosa no fundo do quintal dos pais e, assim, na oração, penitência, caridade para com todos, principalmente índios e negros, Santa Rosa de Lima cresceu na união com Cristo, tanto quanto no sofrimento, por isso, tempos antes de morrer, aos 31 anos (1617), exclamou: “Senhor, fazei-me sofrer, contanto que aumentem meu amor para convosco”.

Foi canonizada a 12 de abril de 1671 pelo Papa Clemente X.

Leia Também

Peça sua Benção

img

Pesquisar