Aprendendo a ser missionário como Santa Teresinha do Menino Jesus

Imagem Aprendendo a ser missionário como Santa Teresinha do Menino Jesus

Santa Teresinha do Menino Jesus é padroeira dos missionários, proclamada pelo papa Pio XI em 1927, e tem sua memória celebrada no dia primeiro de Outubro, já que este mês é dedicado às missões.

Todos nós batizados precisamos ter consciência de que, ao sermos inseridos no corpo da Igreja, nos tornamos missionários, como nos diz o Decreto Conciliar Ad Gentes: “A Igreja peregrina é, por sua natureza, missionária, visto que tem sua origem, segundo o desígnio de Deus Pai, na ‘missão’ do Filho e do Espírito Santo” (AG,6).

A missão de cada um é levar a Palavra de Deus a todos os cantos, a todas as pessoas. Como nos diz o papa Francisco, devemos ser uma “Igreja em saída” e não apenas católicos que vivem sua fé dentro dos templos.

Em Santa Teresinha do Menino Jesus está o exemplo

Mesmo vivendo reclusa no Carmelo e sendo consumida dia após dia pela tuberculose, Santa Teresinha foi uma missionária exemplar, pois ela amou. E quem ama, não vê obstáculos para estar junto ao irmão, em missão. “Ó Jesus, meu Amor! Encontrei finalmente a minha vocação: a minha vocação é o Amor... Sim, encontrei o meu lugar na Igreja, e esse lugar, ó meu Deus, fostes Vós que mo destes... No coração da Igreja, minha Mãe, eu serei o Amor... Assim serei tudo! Assim o meu sonho será realizado!!!”, assim ela escreveu em suas memórias.São muitos os exemplos de como Santa Teresinha viveu sua missão. Mas talvez o mais emblemático, e que deve estar sob nosso foco, é o de quando ela, nos domingos e dias de festa, colocava seu escasso tempo livre para estar junto aos mais necessitados. Mas, por que devemos ter este exemplo sob nossa atenção?

Simples: porque nós católicos devemos olhar para aqueles que não têm as mesmas possibilidades que nós. Se somos agraciados por Deus em termos uma vida digna, saudável e sustentável, temos que agradecer constantemente a Ele por isso. Mas a sociedade não sentirá nosso sentimento de gratidão se apenas rezarmos. Portanto, devemos agir!

Santa Teresinha, ajudai-nos!

Não é tarefa simples. Sabemos. Mas a ação missionária é ato de amor e agradecimento, como já vimos e pode ser reiterado pelas palavras do papa Francisco: “É livre na liberdade de Deus, que se realiza no amor. E esta é a liberdade que Deus nos dá, e nós não podemos perdê-la: a liberdade de adorar a Deus, de servir a Deus e servi-lo também nos nossos irmãos”. Não é querer fazer justiça com as próprias mãos ou apenas facilitar a vida daqueles que tanto choram e lutam por dignidade.

Jesus não se aproximou do cego, do manco, do leproso e de tantos outros necessitados, porque sentiu pena deles. Ele os tocou, porque a proximidade emana amor e cura. O Filho de Deus curou-os instantaneamente, porque sabia que dentro de cada um deles a fé estava adormecida.

Como não temos este poder, podemos curar os irmãos necessitados estando presentes, levando a Palavra, sendo missionários como Santa Teresinha foi.

Oração a Santa Teresinha do Menino Jesus

Oh! Santa Teresinha do Menino Jesus, modelo de humildade, de confiança e de amor! Do alto dos céus despeje sobre nós estas rosas que levas em teus braços: a rosa da humildade para que vençamos nosso orgulho e aceitemos o jugo do Evangelho; a rosa da confiança, para que nos abandonemos à vontade de Deus e descansemos em sua Misericórdia; a rosa do amor, para que abrindo nossas almas sem medida à graça realizemos o único fim para o qual Deus nos criou a sua Imagem: Amar-Lhe e fazer-Lhe amar, Tu que passas teu Céu fazendo o bem na terra, ajuda-me nesta necessidade e concede-me do Senhor o que te peço, se for para glória de Deus e para o bem de minha alma. Amém. (reze um Pai Nosso)

Leia Também

Pesquisar