Aos pés da Mãe Aparecida, o amor de Deus

Imagem Aos pés da Mãe Aparecida, o amor de Deus

Na pequena Imagem, muitos significados

            Recorrer a Nossa Senhora Aparecida como intermediadora entre nós e Seu filho, Jesus Cristo, é ato contínuo de todo fiel. Seja para agradecer, pedir ou mesmo para contemplá-La, estar aos pés da Mãe Aparecida é conforto, carinho e aprendizado.

            Em Outubro, quando o Brasil inteiro volta sua atenção às festas e solenidades que são dedicadas a Nossa Senhora Aparecida, esta contemplação é ainda maior. E é neste momento que podemos vislumbrar alguns detalhes que podem, em outros momentos, passar despercebidos. Vamos conhecê-los?

A lua sob Nossa Senhora Aparecida

            Na arte sacra, a lua sempre tem como significado “aquilo que reflete a luz do sol”. O sol, para a Igreja, é Jesus Cristo. Portanto, a lua sob Nossa Senhora Aparecida significa que Maria é iluminada por Seu filho e reflete esta luminosidade a todos que a ela recorrem.

            Também nos mostra que é a partir dela, de Maria, aqui intitulada como Nossa Senhora Aparecida, que nós, seus filhos viventes na escuridão dos pecados, devemos buscar para encontrar a luz que guiará nossos passos e nos conduzirá à felicidade eterna.

A serpente na Imagem de Nossa Senhora Aparecida

            Muitos de nós podemos desconhecer esta informação, mas, na Imagem de Nossa Senhora Aparecida, encontrada em 1717 nas águas do Rio Paraíba do Sul e presente nas casas de todos os católicos, existe uma serpente!

            Esta representação, debaixo dos pés de Nossa Senhora Aparecida, nos remete ao livro de Gênesis, onde lemos que foi por meio de uma mulher que a serpente teve sua cabeça esmagada. Esta mulher é Maria, a virgem pura e santa que concebeu o Filho de Deus.

Anjos e nuvens sob Nossa Senhora Aparecida

            Ainda sob Nossa Senhora Aparecida, vemos um anjo e nuvens, que nos lembram que a Virgem Maria está no céu, na glória de Deus, junto a Seu filho, intercedendo por nós!

As mãos postas em oração de Nossa Senhora Aparecida

            Durante sua vida terrena, Maria sempre foi mulher de oração. Por isso, em todas as suas aparições e representações a vemos com as mãos postas em oração. E isso é muito reconfortante para nós, que continuamos a vagar nesta vida em busca do caminho que nos levará ao Pai, pois nos mostra que com Nossa Senhora Aparecida nada temos a temer.

            Também nos lembra de que nossa vida também precisa ser de oração constante e sincera.

O manto de Nossa Senhora Aparecida

            Nossa Senhora Aparecida recebeu, desde seu encontro, diversos mantos. Todos eles podem ser vistos, em sua forma original ou representação, no Santuário Nacional de Aparecida. O primeiro deles, ofertado pela Princesa Isabel depois de ter seu pedido realizado pela Mãe Aparecida, data de 1888.

            Mas, de forma geral, podemos observar:

  • A cor azul, simbolizando o céu;
  • Os bordados, simbolizando a realeza de Nossa Senhora Aparecida no céu e na terra;
  • A bandeira do Brasil, simbolizando sua majestade em nosso país;
  • A bandeira do Vaticano, simbolizando que é a Virgem Mãe da Igreja;
  • A união das duas bandeiras, mostrando que o Brasil é um país católico, sob a proteção de Nossa Senhora Aparecida.

A coroa de Nossa Senhora Aparecida

            A coroa de Nossa Senhora Aparecida, assim como o manto, já teve diversos modelos que hoje se encontram expostos no Santuário Nacional de Aparecida. O primeiro deles também foi presente da Princesa Isabel em 1888 como “pagamento” de uma promessa.

Ela nos lembra do Santo Terço em seu quinto mistério Glorioso, quando rezamos a coração de Maria como Rainha do Céu e da terra.

Consagração a Nossa Senhora Aparecida

Ó Maria Santíssima, pelos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo, em vossa querida imagem de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil.

Eu, embora indigno de pertencer ao número de vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis; consagro-vos a minha língua para que sempre vos louve e propague a vossa devoção; consagro-vos o meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas.

Recebei-me, o Rainha incomparável, vós que o Cristo crucificado deu-nos por Mãe, no ditoso número de vossos filhos e filhas; acolhei-me debaixo de vossa proteção; socorrei-me em todas as minhas necessidades, espirituais e temporais, sobretudo na hora de minha morte.

Abençoai-me, ó celestial cooperadora, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda eternidade.

Assim seja!

           

Leia Também

Pesquisar